Filme clássico em DVD - Ginger Baker - In Afrika. Em novembro de 1971, Ginger Baker, o talenoso baterista do Cream, queria instalar um estúdio de gravaçãop em Lagos, então capital da Nigéria. Ele foi um dos primeiros grandes músicos a perceber o imenso potencial da música africana.
Ginger também achava que seria uma experiêcia única viajar por toda a Nigéria. Infelizmente, isso significaria cruzar o Deserto do Saara. Louco? Sim, louco - mas isso era o que havia de tão encantador no homem e n
ST2
Product ID: 103202963
Product SKU: 103202963
New In stock />
GINGER BAKER - IN AFRIKA

GINGER BAKER - IN AFRIKA

Marca: ST2 Referência: ST20296

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete
Sujeito a disponibilidade na produtora
Título Original: Ginger Baker - In Africa - 1971

Gênero: Documentario

Diretor:
Atores: Ginger Baker

Audio: Inglês: PCM Stereo
Legenda(s): Português, Inglês, Espanhol
Formato da Tela: Widescreen & 16:9 Anamórfico
Tempo: 55 min.

EXTRAS: Menu Interativo, Seleção de Cenas

Sinopse: Em novembro de 1971, Ginger Baker, o talenoso baterista do Cream, queria instalar um estúdio de gravaçãop em Lagos, então capital da Nigéria. Ele foi um dos primeiros grandes músicos a perceber o imenso potencial da música africana.
Ginger também achava que seria uma experiêcia única viajar por toda a Nigéria. Infelizmente, isso significaria cruzar o Deserto do Saara. Louco? Sim, louco - mas isso era o que havia de tão encantador no homem e no músico.
Ele comprou um Range Rover - um dos primeiros modelos - e recaiu sobre mim (por causada minha relação com o CREAM) a tarefa de filmar essa odisséia. E a música da Nigéria, quando finalmente chegamos a ela, era uma revelação. Isso foi antes do boom do petróleo e de uma sucessão de governos corruptos; a música pulsava com o fervor da liberdade, dos percurssionistas do Oshogbo a uma visita à cidade de Calabar, onde o amigo de Ginger (o então desconhecido) Fela Ransome-Kuti apresentou para nós com um poder devastador.
Eu me lembro de filmar Kuti em um estádio cheio de africanos dançando empolgados com a música. Ginger e eu, o motorista e o câmera éramos os únicos brancos ali. Assustador. Mas não tão assustados quanto nossas noites em um hotel de Calabar (bem, hotel é um pouco de exager). As paredes de nosso quarto, para não mencionar o asqueroso colchão no chão, estavam pretas, cobertas com mosquitos.
Eu me lembro de ginger dizendo que se nós sobrevivessemos àquilo, seríamos capazes de sobreviver a qualquer coisa. Estou felis por ele ter sobrevivido, e este filme

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


    Confira também